30 de maio de 2003   —   09:04:20

Da série Coisas que eu gostaria de saber:

A partir de quê nasce um coqueiro?
É verdade que é do coco? Não acredito.

O rabo do gato e do cão se mexem voluntariamente?
O cachorro e o gato mexem o rabo porque querem ou é automático?

Carrapato tem pai?
Se tiver, por que aquela musiquinha “Ai ai ai, carrapato não tem pai!”?

20 de maio de 2003   —   08:07:58

As coisas devem dar errado na pior hora possível, de forma que causem maior prejuízo.
(Lei de Murphy mazela)

Hoje de manhã eu estava dando calmamente minha caminhada de 15 minutos a caminho da parada do famoso Pici-Unifor (o ônibus que pego para ir pra facudade). Calmamente até demais: num momento de distração para olhar o trânsito (dããã) e os estressados buzinando, em frente ao Colégio 7 de Setembro, em pleno horário de chegada de alunos, bato a cara num poste com toda a força.

De hoje em diante, vou pegar o ônibus em horários diferentes, até que as pessoas que passam por ali todo dia na mesma hora esqueçam meu rosto. E, ainda por cima, meu óculos ficou todo empenado (pra quem não sabe, todo torto) e ainda perdi o ônibus, que passou por mim quando eu me aproximava da parada.

O que se passa na cabeça de alguém que está no trânsito e vê um pobre estudante universitário indo pegar seu ônibus de manhã e esbarrar no poste? Deve ser algo como:
1) Antes: “Olha o abestado, vai bater no poste!”
2) Durante: “(Risos) Olha ali! O otário bateu a cara no poste!” e cutuca quem está do lado.
3) Depois: “Olha o abestado tentando disfarçar!”

Ô vida bandida.

14 de maio de 2003   —   10:56:33

Talvez você diga que não ando postando nada. Mentira. O problema é que sempre que posto, o Blogger diz que postei com sucesso mas a página não é atualizada (sim, eu sei como publicar os malditos posts).

E vamos ver se esse post aparece no blog.

13 de maio de 2003   —   12:45:36
“Prometo morrer pela pátria…”

Olha só, sexta-feira eu fui jurar bandeira.
Primeiro, o carinha lá passa uns minutos dissertando sobre o que é um “reservista” e o que é um “dispensado”, já que muitos locais, quando você vai se inscrever pra alguma coisa, pedem carteira de reservista sem saber o que é. O cara explicou, explicou de novo, explicou de trás pra frente e, enfim, começou o juramento à bandeira.
Me deparei com um fato curioso: nossa Constituição democrática nos obriga a prometer morrer pela pátria. É mole?

Futebol

3 de maio de 2003   —   03:23:10
Vou mandar estampar uma camisa pra mim com os dizeres:

EU NÃO GOSTO DE FUTEBOL
EU NÃO ENTENDO DE FUTEBOL
EU NÃO ME INTERESSO POR FUTEBOL
Por favor, NÃO fale de futebol comigo.
Obrigado.

Olha só: eu pego um táxi e o taxista começa a falar do jogo Fortaleza x Santos, fala do placar de 4 a zero, que o Fortaleza tava precisando de atacante, um bocado de coisa. Aí chego no prédio da Ruth, o porteiro me cumprimenta e comenta algo como: “Viu o jogo? Uma lavada né…” e eu, sem saber nem do que se tratava: “Foi…”

Por sinal, o Brasil ganhou a copa e nenhum brasileiro ganhou nada com isso, a menos que ele ou alguém de sua família seja jogador de seleção.