30 de agosto de 2003   —   01:13:56

Fora de si
(Arnaldo Antunes)

Eu fico louco
eu fico fora de si
eu fica assim
eu fica fora de mim

Eu fico um pouco
depois eu saio daqui
eu vai embora
eu fico fora de si

Eu fico oco
eu fica bem assim
eu fico sem ninguém em mim

25 de agosto de 2003   —   10:50:31
“Canavial das Paixões deve substituir Jamais Te Esquecerei em setembro, na programação do canal SBT” (leia mais sobre essa besteira)

Canavial das Paixões? Jamais te esquecerei? ‘taqueopariu, olha só o nome dessas novelas do SBT. Quando eu vi na TV uma reportagem sobre a escolha do elenco dessa novela, quase tive um treco com o nome. Depois, sabendo da história, achei pior ainda. Por pior que sejam as intenções da Globo, ela sabe fazer novelas decentes. O SBT faz uma cópia miserável das novelas mexicanas, com uma trama horrível e um nome pior ainda. Se alguém chegar pra mim e perguntar Ei Esdras, você assistiu Canavial das Paixões ontem?, eu tenho logo uma crise de riso só pela pronúncia do nome.

E a história? É sempre aquele negócio ridículo. A mulher apaixonada, o cara que ela ama, a mulher que quer estragar tudo, os caras ruins de preto. Olha só o Alexandre Frota em Marisol – quase me mijo de rir quando vi a capa do CD da trilha sonora com ele fazendo pose de mau, bancando o bad boy. Tudo o mais estereotipado possível.

marisol.jpg

Só sei que, no meio de tudo isso, eu prefiro mudar de canal ou desligar a TV.

22 de agosto de 2003   —   11:42:39
Pra quem não acompanhou a notícia, várias pessoas morreram num acidente na base espacial de Alcântara, no Maranhão. Até a última notícia que eu soube, podem ter morrido 20 pessoas no acidente. Fora o lamentável número de mortes, já muito comentado, não posso deixar de falar na grande perda intelectual.

Num país cheio de tecnologia importada como o nosso, um programa espacial melhora não apenas a tecnologia espacial, mas telecomunicações, informática, combustíveis… O celular, anos atrás, era tecnologia militar. O forno microondas surgiu de pesquisas nada culinárias. Desenvolver pesquisa desse tipo no Brasil pode tornar mais cômoda a vida de muitas pessoas e desenvolver a economia de nosso país. As 20 pessoas mortas nesse acidente deram a vida acreditando nisso, e até agora não vi nenhum pronunciamento de ninguém falando disso.

Esses sim são os heróis que nosso país precisa e deveria homenagear e chorar a morte, não o Roberto Marinho.

16 de agosto de 2003: O Dia Em Que Nada Deu Errado

17 de agosto de 2003   —   04:07:54
(sem esquecer do comecinho do dia 17 também)

Quem lê isso até estranha, mas é verdade. Principalmente vindo dum cara reclamão como eu. Se Deus existe, ele olhou pra mim hoje com um pouco mais de carinho e pensou: “Esdras Beleza, te livrarei um dia da tua vida bandida”.

Eu ia contar passo a passo como foi meu dia, mas ficou um post muito grande, cheio de nomes que nem todo mundo conhece e sei que ninguém ia ter coragem pra ler nem a metade. Portanto, eu resumo. 🙂

À tarde, fui pro McDonald’s gastar os dois vales Big Mac que meu pai tinha conseguido e me deu. À noite, fui pro Dragão do Mar, e quebrei a série de sábados que passei em casa, confinado em frente ao monitor. Nos dois cantos, tive a oportunidade de ver várias pessoas de quem gosto muito; algumas eu sabia que estariam nesses cantos, outras foram uma ótima surpresa, e ainda conheci mais um monte de gente, pena não ter conseguido gravar o nome de todos. Ainda entrei no Ritz e vi um pouco menos da metade do show da banda The Singles (os caras são ótimos, recomendo).

Vale a todos o conselho: ninguém pra acompanhar você numa boate, casa noturna ou seja o que for? Entra sozinho mesmo e anime-se (lembrando que dá pra fazer isso perfeitamente sem álcool ou qualquer outra droga).

Tudo que pensei em fazer deu certo (um dia tem que dar certo), vi pessoas de quem gosto muito, conheci pessoas novas muito legais, não teve nada de briga em família, e nem mesmo recebi alguma ofensa ou ouvi algo que me deixasse mais pra baixo, pelo contrário. 🙂

Não posso deixar de falar que o Mincharia é um puto, porque todo sábado à noite faz questão de ficar em casa frescando no IRC. Vai viver a vida, Mincha! Desliga esse monitor!

A todos que fizeram parte desse dia especial, meu sincero abraço. Espero que minha vida tenha mais dias assim, e que se alguém ler isso aqui e sentir inveja, que também seja presenteado com dias como esse.

Se foi um presente de Deus, Esdras Beleza se regozijou.

Yeah.

Khaled

15 de agosto de 2003   —   02:45:52
Em 2000, Khaled fazia um sucesso tremendo na rádio e na TV. No Brasil, dividia as paradas com (argh) Lairton dos Teclados e seu Morango do Nordeste. A música El Arbi, do cantor nascido em 29 de fevereiro (!) de 1960 era bastante ouvida no Brasil, por mais que ninguém entendesse porra nenhuma do que era dito pelo argelino.

Pensando nisso, procurei no Google e achei a letra da música. Agora, você também pode entender o que Khaled Hadj Brahim dizia em El Arbi!

khaled.jpg
Khaled.
Seria um irmão distante do Cumpádi Washington?

El Arbi

Yana il arbi weld il ghama wa7jil dellali
Dellali dellali
Dana dana dana liy dellali
Miryooli dellali

Yana il arbi weld maga waghmal dellali
Dellali dellali
Yana il arbi weld il sa7ra wasmar dellali
Dellali dellali

La zhar la mimoun khallouni nhoum dellali
Dellali dellali
Yana il arbi weld il maga waghmal dellali
Dellali

Entendeu?