9 de julho de 2006   —   01:22:16
Discovery Channel



Conseguiria Jack Hanna entender os humanos?

“You and me baby ain’t nothin’ but mammals
So let’s do it like they do on the Discovery Channel”

The Bloodhound Gang, em The Bad Touch

Alguém disse, uma vez, em algum lugar, que o que diferencia os homens dos animais, além da nossa fabulosa capacidade de raciocínio, era que o ser humano é o único animal que tinha relações sexuais não apenas com finalidades instintivas. Bem, se alguém disse, acho que pouca gente ouviu…

Nos últimos tempos, nestas épocas de estágio e aulas além-faculdade, além do sempre crescente círculo social, tenho conhecido mais gente. Acabei conhecendo pessoas que fazem qualquer cachorro maluco no cio parecer tão louco por sexo quanto uma cianobactéria.



Cianobactéria, um ser vivo assexuado. A Tia Renata, professora de Ciências da 6ª série, ficaria orgulhosa de mim lendo isso

Começa pelo sexo sem compromisso, sexo por sexo, e no dia seguinte todos são bons amigos ou menos que isso. Igualzinho ao Discovery Channel. Qual o problema, afinal, se os dois concordam, não é mesmo? Afinal somos todos mamíferos, esse negócio de ser contra sexo sem compromisso é antiquado, o compromisso é uma prisão, e por aí se extende toda uma lista de desculpas, e as pessoas precisam de algo pra ocupar o vazio de tempo e espírito.

Indo mais longe ainda, tenho tido contato com gente que vai se casar em poucos meses, e que traem o parceiro a torto e a direito, escondendo aliança no bolso (embora haja quem diga que alianças atraem as quengas). Uma vez tentei ver o que se passava na cabeça dum indivíduo desses, e acabei tendo que ouvir que ele até tentava não trair a noiva, mas “a tentação era grande”. Então tá.

Certas coisas a gente sabe que existe, mas é complicado entender e impossível de engolir (não vão pensar besteira…). Enquanto isso, eu prefiro assistir os Caçadores de Mitos no Discovery Channel do que os documentários sobre reprodução animal, que eu tenho que aturar quando falo com as pessoas.

PS: eu penso diferente das cianobactérias, com as devidas restrições.