Imagens no orkut: agora lascou de vez…

22 de agosto de 2007   —   15:36:21
Pois é: agora o orkut suporta envio de imagens via scrap para os amigos. Ou seja, vão surgir dezenas de scraps com gifs animados pesados, coisas pulando, brilhando, mensagens feitas, enfim, toda aquela porcaria que você já recebia via e-mail e que alguém acha legal enviar pros outros, sem perceber que está enchendo o saco.

E se você não pode vencer o inimigo, junte-se a eles: de olho nesse mercado, decidi colocar algumas imagens para você avacalhar o orkut alheio. De brinde, ainda vou atrair centenas de pessoas que vão procurar no Google "imagens pro orkut", ganhar acessos e comentários e virar um blog de sucesso.

Para mandar uma das imagens, é fácil: basta copiar o texto que está abaixo de cada figura e colar no scrapbook do amigo que vai te achar um mala.

<a href="http://showbusiness.esdrasbeleza.com">
<img src="http://showbusiness.esdrasbeleza.com/wp-content/uploads/2007/08/calhambeque1.jpg">
</a>

<a href="http://showbusiness.esdrasbeleza.com">
<img src="http://showbusiness.esdrasbeleza.com/wp-content/uploads/2007/08/calhambeque2.jpg">
</a>

<a href="http://showbusiness.esdrasbeleza.com">
<img src="http://showbusiness.esdrasbeleza.com/wp-content/uploads/2007/08/calhambeque3.jpg">
</a>

Nos exemplos acima o link aponta, claro, para meu blog. 😀 Caso queira colocar pra algum outro site (por exemplo, o site do Alexandre Frota, pra sacanear seus amigos com uma "bela mensagem"), é só trocar o endereço do meu blog que está entre aspas depois do a href= pelo link de sua preferência.

Maravilha. O orkut continua testando o potencial dos brasileiros de usar ferramentas boas pra perder tempo.

Eu e meu iate de um milhão de reais

15 de agosto de 2007   —   15:40:59
Sempre que vejo nos ônibus aquelas propagandas da SOS Computadores pro curso de formação de operadores de telemarketing, com a legenda "a profissão que mais cresce no mercado", penso em como aquilo devia ser proibido por lei. Estão formando centenas de malas-sem-alça iludidos.

Hoje um desses chatos me ligou. Meus conhecimentos budistas dizem pra você se pôr no lugar da pessoa antes de sentir algum sentimento negativo por ela, lembrar que ela também é uma pessoa como você, etc. Não consigo sentir isso por algumas pessoas, e operadores de telemarketing que não sabem o que é um "NÃO!" estão entre elas.

Hoje, pela primeira vez, me livrei de um operador de telemarketing facilmente.


Esse é meu iate, com mulher e tudo.
Eu não apareço porque tô no meu helicóptero tirando a foto.

Foi na hora do almoço, péssima hora pra telefonemas. Era pro sr. Êsdras Beleza de Noronha, na verdade.

– Alô? É o sr. Êsdras Beleza de Noronha (sic)?
– Oi. Sou eu.
– O senhor está podendo atender?
– Sim. – Se eu dissesse não, ele ligaria outro dia e aporrinharia do mesmo jeito.
– Senhor, aqui é da Credicard Citi. Tudo bem com o senhor, senhor Êsdras?
– Oi. – Fiz questão de responder a pergunta assim só pra ser chato.
– Que bom, senhor Êsdras! – Acho que minha resposta não tava no script dele, então ele usou a única resposta que tinha.
– Diga.
– Senhor, nós vimos que você tem sido um ótimo cliente do cartão [nome completo do meu cartão de crédito, umas 8 palavras, nem sabia que o cartão tinha um nome tão grande] há quatro anos, e decidimos lhe oferecer um plano de capitalização!
– Não me interessa.
– Mas senhor, você sabe as vantagens do plano de capitalização?
– Não me interessa.
– Senhor, um milhão de reais HOJE mudaria sua vida? – Repare na ênfase no "hoje".
– Um milhão de reais? Eu podia vender meu iate e conseguir isso. – Friamente, como quem não se perturba com um milhão.
– Tudo bem, senhor. Tenha um bom dia.

Fácil, fácil.


Na verdade, esse é o melhor iate que eu poderia comprar hoje (imagem daqui)

Férias, por favor.

13 de agosto de 2007   —   16:12:48
Não, não é desculpa de quem achou que um mês de férias foi pouco. Na verdade, não tive um mês de férias. Não tive sequer as duas semanas que achei que ia ter. Ou seja: nada de jogar video game e tocar guitarra até quebrar o pulso, namorar até dizer chega, rever os amigos em saudáveis momentos de vagabundagem e ler livros e ver filmes até doer a vista, conforme meus planos.

Minhas únicas férias foram uma semana entre uma prova e o resultado dela, quando um professor resolveu marcar mais uma prova pra dar mais uma chance – chance essa que eu precisei.

E tudo que sinto agora é um desejo enorme de vagabundar, de fazer nada sério e esquecer os problemas e obrigações. Mas o segundo semestre letivo já começou, então vou ter que esperar até dezembro pra respirar. 🙁

De 18 Brumário a agosto

3 de agosto de 2007   —   00:36:32
Lembro muito bem de quando eu tinha 13 anos de idade e estudava História, mais especificamente quando eu estudava Iluminismo, e, na véspera da prova, decorava coisas e coisas. Lembro de estar estudando os pensadores iluministas, se é que se podia chamar aquele decoreba que eu fazia de estudo, e de ter decorado que um cara lá havia combatido "a prepotência dos poderosos". Eu nem sabia o que era a prepotência dos poderosos…

Aprendi, mais ou menos naquela época, sobre um maluco sedento de poder que tentou dominar a Europa, um tal de Napoleão. O que eu mal sabia, nove anos atrás, era como meu mundo estaria cheio de malucos querendo ser Napoleão. Pegue um maluco desses e dê-lhe poder, um mísero punhado de poder, e você verá um pequeno rato querendo ser leão.

Para todo lugar existem imbecis querendo ser deuses e tentando decidir o destino das pessoas como bem entendem, por causa dum pouco de poder de decisão que, por acaso, às vezes quase um acidente, caiu em suas mãos. E não haverá humildade, não haverá piedade, não haverá compaixão.

E você conhecerá, aí, a prepotência dos poderosos.

:: Legião Urbana – O Reggae