Futuro do pretérito

19 de setembro de 2009   —   17:36:33
Eu estava conversando com um colega do trabalho sobre coisas que eu devia ter feito há anos, mas eu não tinha nem a coragem nem a maturidade de hoje para tanto. E a resposta dele foi “Isso é uma música do Los Hermanos, ‘O velho e o moço’.”, e citou o trecho:

“E se eu fosse o primeiro a voltar
Pra mudar o que eu fiz
Quem então agora eu seria?”

Já ouvi essa música muitas vezes, mas sem nunca dar a devida atenção ao trecho. Diabos. O “e se” é a melhor maneira possível de torturar a própria mente, e não é de hoje que sei que “se” é a palavra mais destruidora da nossa língua.

Olhar pra trás e lamentar minhas escolhas não adianta. Olhar pra frente, além de ser solução, é a única opção viável. É usar os limões que a gente tem hoje pra fazer a limonada, ainda que amargados pelo tempo.

A nova lei antifumo

7 de setembro de 2009   —   00:58:10
Não sei se minha vida alienada de trabalho e faculdade me deixou mais por fora que casca de ovo das notícias locais, ou se o caso do italiano que estaria-ou-não assediando a própria filha encobriu as demais notícias. A verdade é que só ontem, na entrada da festa Fliperama, no Acervo Imaginário, vi os cartazes de “proibido fumar” e fiquei sabendo da nova Lei Antifumo do Ceará, vigente desde o começo de setembro.

Minha impressão: foi a primeira vez em todos os meus anos de vida social que entrei numa boate e não voltei fedendo a chaminé. Mais que primar pela saúde da população (já que quem fuma não vai deixar de fumar por isso, apenas fumar menos…), é uma vitória do respeito ao próximo: quem não fuma não vai ter mais que suportar o cigarro alheio.

Seguindo o antigo conselho dum colega meu mais politizado (alô, Maiquel, você assina meu blog?), procurei logo o e-mail do autor da lei, o deputado estadual Dedé Teixeira. Através de seu site e seu perfil no site da Assembleia Legislativa do Ceará, achei 3(!) endereços de e-mail do deputado, aos quais enviei meus sinceros elogios. A quem interessar possa, são eles dedeteixeira@al.ce.gov.br, dedeteixeira2006@hotmail.com e 13200@dedeteixeira.org.br.

E repassando o conselho que me foi dado: melhor que reclamar dos políticos aos amigos e discutir política em mesa de bar, o melhor a fazer, ao ver a ação de um político que você aprova ou reprova, é escrever pra ele. Obtendo respostas em número, ainda que talvez não lidas por alguns deles, os políticos saberão que o trabalho deles é acompanhado pelo povo.