Um fortalezense em Teresina, 2012

19 de outubro de 2012   —   10:00:44

Sim, estive em Teresina no fim de semana. Se eu fosse enumerar minhas vindas para Teresina, perderia a conta. Fazendo um relatório rápido, lembro de ter ido para lá em 1991, 1993, 1995, 1999, 2005 e uma viagem de algumas horas em 2010, apenas para participar de uma cerimônia. Devo ter esquecido umas 2 ou 3 viagens aí.

Fui visitar alguns parentes, e preciso dizer que estou positivamente impressionado com a cidade. Em 2010 minha vinda foi muito rápida, então não deu para elaborar julgamentos. Mas encontrei, agora, uma cidade diferente da que vi em 2005 e, claro, da que vi em 1999.

Vamos pular a parte do calor, que dispensa apresentações e que já aparece no primeiro passo na calçada ao sair do aeroporto.

A primeira coisa que me impressionou é que trata-se duma cidade que, em 2012, conseguiu preservar várias de suas construções antigas, como várias casas em estilo art déco que percebi. Moro numa cidade (Fortaleza, pra quem não leu ali do lado) em que derruba-se cada vez mais casas e árvores para serem construídos prédios sem graça, e a não-ocorrência disso num cidade me impressiona. Não que eu seja contra a verticalização, mas sou contra a perda de memória. Em tempo, a vista ali de cima é do prédio da minha tia, acho que no bairro Jóquei, e temos ainda muitas casas e alguns poucos prédios.

Segundo: várias redes de lojas, especialmente fast food, estão aqui aos montes. Em 1993 um parente meu de Teresina pirou quando viu um McDonald’s em Fortaleza e era o cara mais feliz que já vi comendo um sanduíche de lá. Hoje não há muito o que ele invejar (e quem inveja McDonald’s após a adolescência?). Vi várias redes de fast food internacionais lá, e as lojas, pelo que vi de longe, são inclusive melhores e mais espaçosas que as existentes em Fortaleza. Fiquei impressionado com o tamanho do Subway, cujas lojas em Fortaleza são corredores apertados.

Terceiro: as ruas são bem cuidadas, não existe o tremor no carro típico do asfalto fortalezense.

Cearenses adoram piadas com piauienses, mas tenho que dizer que Teresina está crescendo bem, pegando as boas características de centros urbanos maiores enquanto mantém o bom aspecto de cidade pequena que marcou minha infância em várias viagens. Não sei como é o trânsito aqui normalmente, já que vim num feriadão. Infelizmente ouvi relatos de aumento de violência, mas isso é um problema nacional. Como turista, preciso dizer que senti inveja da cidade pequena, bem cuidada e desenvolvida.