Os Grãos

15 de January de 2007   —   00:42:34
Quem lê meu blog faz tempo vai estranhar isto, mas há uns dias desenterrei um CD da minha prateleira e preciso dividi-lo com as pessoas. Ah, esse "dividir" é no sentido de compartilhar informações, portanto não peça meu CD emprestado. O nome do bichinho é Os Grãos, um disco espetacular dos Paralamas do Sucesso gravado em 1991, enquanto a tia Ida me alfabetizava e música pra mim eram as que me ensinavam no colégio.

Paralamas do Sucesso - Os Grãos
Ó que bonitinhos!

O disco é diferente de todo o resto dos discos dos Paralamas. Os solos de guitarra do disco volta e meia estão acompanhados de algum piano, dividindo espaço até mesmo com instrumentos eletrônicos e samplers em algumas músicas. É um disco de melodias elaboradas e leves, com músicas que servem mais para ouvir em casa, com fones de ouvido, ou no trânsito (como eu), que num show. Tudo no som parece se encaixar: quando a guitarra abaixa ali, entra um piano, um vocal, uma bateria.

As letras também estão diferentes: estão mais adultas, poéticas, intimistas, quase espirituais. O disco parece ter um ar de análise interior, de lembranças e de renovação. Você pode conferir as letras no site dos Paralamas. Se eu fosse citar nomes de músicas, daria quase o disco todo.

Infelizmente, o disco não emplacou muito. Os fãs, acostumados com os trabalhos anteriores da banda, não entenderam aquilo. E o disco foi lançado num mau momento da economia brasileira, quando estava difícil até mesmo para fazer shows. Pouco depois, a banda decidiu partir para o restante do mercado latino-americano, que estava com uma situação financeira mais viável.

Talvez você ache esse CD numas Lojas Americanas da vida por dez ou doze reais. Compre: compensa o investimento.

  1. Yana says:

    vou baixar agora mesmo =D

  2. rebeca says:

    os paralamas me lembram TANTA coisa…teve um dia que encontrei com os 3 no hotel, bebendo vinho…me levantei e fui até a mesa deles morrendo de vergonha…e eu nunca esqueci como foi….dps te conto se quiser. =]

  3. Esse disco pra mim é o melhor dos Paralamas, tem coisas do Beach Boys, da fase dos vocais de pet sonds. O disco é bastante harmônico, lírico… Foi a fase adulta dos caras, e foi um disco bastante esplorado em seus shows, por exemplo, no disco ao vivo tá lá Trac-Trac… Tendo a Lua, já no acústico MTV, tá lá "Vai Valer", q é um maracatu(!), um quase mangue-beat. Tem "Daimos", bem Beatles, fase Revolver. Tem "Maria Maria", do cara q se apaixona proibidamente por uma linda mulçumana… "Não adianta", essa tem umas colagens bacanas de vocais a lá Beach Boys, muito massa!!! Mas matadora é a última faixa, "Trinta anos", é linda, uma das canções mais lindas q o Herbert compôs. Não vou citar os hits, Tendo a lua A outra rota e Trac Trac q são manjadas! Falow!

  4. cauã says:

    Conheço esse disco, tenho em vinil, bonita é a capa, gosto de os rouxinois, é muito do caraléo essa música, Herbet canta em falcete… Acho q ele tava ouvindo muito Brian Wilson. é o disco mais cabeça dos paralamas!

  5. paulo sergio says:

    a capa é linda mesmo! a mais bonita capa dos paralamas! uma capa adulta! e o disco é muito bom, um dos melhores, os graos me lembra muita coisa boa, nessa época ouvia mutio esse disco, lembra alguns namoros q penei, as festinhas, foi uma fase muito legal de minha vida sendo embalada pelo som de os grãos dos Paralamas! Uma fase em q vários sentimentos revoviam dentro de mim… Os grãos era a trilha perfeita!

  6. Thiago Pinheiro says:

    Os Grãos? – Que álbum sensacional! Esta fase mais experimental dos Paralamas, entre Os Grãos e Severino é a melhor.

    Fora que esse álbum tem músicas incríveis. Acho que não teve um público à altura para este álbum, o pessoal só quer música bobinha, um dos motivos para esta obra de arte não ter chegado longe.

    Valew.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.