Divagando e budejando sobre três meses de pandemia

Escrevi esse texto por estar oscilando entre triste, ansioso e puto da vida (perdoe meu vocabulário rudimentar). Como o título sugere, vou falar de coronavírus, notícias, isolamento, impressões desses tempos. Pode não ser uma leitura leve, mas foi algo que achei necessário escrever. Relatos similares de amigos e desconhecidos me ajudaram a não me sentir … Continue reading Divagando e budejando sobre três meses de pandemia

Incerteza e nostalgia

Os últimos dias não foram nada fáceis e eu tenho pensado nisso o tempo inteiro. E, ao fazer essa reflexão, a minha cabeça tenta buscar algum outro tempo em que as coisas tenham parecido fáceis, como se a nostalgia fosse de algum uso. Um exercício que tenho feito ultimamente por recomendação terapêutica é sempre questionar … Continue reading Incerteza e nostalgia

Partir

Nothing could be bring me closer. nothing could be bring me near. where is the road I follow to leave, leave? Eu havia acabado de chegar sozinho na cidade de Fira, na ilha de Santorini. Tinha reservado um quarto de hotel que se revelou espaçoso até demais e, ironicamente, deixaram perto da cama uma garrafa … Continue reading Partir

A Mudança

Há alguns dias saiu o resultado da aplicação para meu visto na Inglaterra e, nesse momento, estou a menos de uma semana do meu embarque. Estou com o corpo cansado, a cabeça perdida e o coração moído, mas feliz por estar realizando um sonho. Eu tento entender o tempo inteiro o que está me trouxe … Continue reading A Mudança

Um muro de Berlim dentro de mim (epa)

Fui ler uma das 472 notícias do dia e, enquanto lia, percebi minha cabeça distante. Imerso em questões pessoais, não consigo resolver nem minhas crises interiores; como me importar nesse momento com crise política? Num processo de auto-análise que durou alguns segundos, percebi que minha vida, esse duelo profundo e complexo de conflito interno versus … Continue reading Um muro de Berlim dentro de mim (epa)