Divagando e budejando sobre três meses de pandemia

Escrevi esse texto por estar oscilando entre triste, ansioso e puto da vida (perdoe meu vocabulário rudimentar). Como o título sugere, vou falar de coronavírus, notícias, isolamento, impressões desses tempos. Pode não ser uma leitura leve, mas foi algo que achei necessário escrever. Relatos similares de amigos e desconhecidos me ajudaram a não me sentir … Continue reading Divagando e budejando sobre três meses de pandemia

Nas entrelinhas de Londres

Eu estava num passeio dum grupo de fotografia que começou onze da manhã e passou por um pub. Eu tenho o hábito de precisar mastigar algo quando vou beber, o que é bem caro nos pubs de Londres, então decidi pedir algo mais em conta pro cara do balcão.

Espaço negativo

Eu estava tendo um inferno de manhã. Sexta-feira, meu corpo travado do cansaço acumulado da semana, como se não quisesse mais se mover. Decidi me dar de presente uma ida de carro ao trabalho, usando um das dezenas de aplicativos de transporte compartilhado que nascem e morrem todo dia aqui. O carro que pedi estava … Continue reading Espaço negativo

It’s a long, long, long, long, long, long, long, long way

Eu lembro de, há uns três anos, conversar com uma amiga que havia se mudado para os Estados Unidos. A gente se conheceu num passado que então já fazia onze ou doze anos, quando saíamos todo fim de semana juntos com nossa turma de amigos e voltávamos pra casa de manhã. A gente frequentava o … Continue reading It’s a long, long, long, long, long, long, long, long way

Obrigado pelo seu amor

Eu hoje estava saindo do metrô e uma mulher estava passando com o cachorro dela. Olhei pro cachorro, afinal eu olho pra todo cachorro, na tentativa de que seus donos deixem eu brincar um pouco com eles. Hoje funcionou. Cumprimentei o bichinho, fiz uma selfie e agradeci a mulher, que sorriu um sorriso que não … Continue reading Obrigado pelo seu amor