28 de January de 2006   —   12:32:38

Blues da piedade
(Cazuza/Frejat)

Agora eu vou cantar pros miseráveis
Que vagam pelo mundo derrotados
Pra essas sementes mal plantadas
Que já nascem com cara de abortadas

Pras pessoas de alma bem pequena
Remoendo pequenos problemas
Querendo sempre aquilo que não têm

Pra quem vê a luz
Mas não ilumina suas minicertezas
Vive contando dinheiro
E não muda quando é lua cheia

Pra quem não sabe amar
Fica esperando
Alguém que caiba no seu sonho
Como varizes que vão aumentando
Como insetos em volta da lâmpada

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

Quero cantar só para as pessoas fracas
Que tão no mundo e perderam a viagem
Quero cantar o blues
Com o pastor e o bumbo na praça

Vamos pedir piedade
Pois há um incêncio sob a chuva rala
Somos iguais em desgraça
Vamos cantar o blues da piedade

Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Pra essa gente careta e covarde
Vamos pedir piedade
Senhor, piedade
Lhes dê grandeza e um pouco de coragem

Fui tomado por uma crise daquelas de saco cheio e decidi chutar o balde. Sabe quando você tá há anos na mesma situação, esperando que as coisas melhorem, e quando vê a coisa se tornou insuportável? Você tá insatisfeito com os rumos que as coisas tão tomando (às vezes rumo nenhum!) e vê que, do jeito que está, não tem perspectivas de melhora.

Uma hora a gente percebe que é bom parar e perceber que se a gente não lutar pelos nossos sonhos, ninguém vai lutar pela gente. E quando a gente pensa em virar a mesa e arriscar algo algumas pessoas vão criticar, mas não são elas que vão viver a frustração da gente quando o convencional dá errado. Jesus não está na esquina com nossos sonhos numa bandeja, então decidi sair do marasmo, arriscar algumas mudanças e procurar um pouco de satisfação.

Decidi diminuir um pouco a atenção na faculdade, caçar algum trabalho, empurrar pra mais fundo ainda da terra os derrotismos que me possuíram no passado. Quero ir atrás de desenvolver os talentos que eu podia ter desenvolvido e deixei de lado por algum tropeço. Tanta coisa, tanta coisa. Inspire o positivo e expire o negativo. A gente tem que jogar fora as coisas ruins que as pessoas colocaram na cabeça da gente, seja um professor carrasco, um familiar maluco, um falso amigo.

Cansado de acordar pensando “Hoje o dia vai ser chato” e de reclamar sem fazer nada (e reclamar adianta?), cansei da minha própria reclamação e venho trocando minhas políticas. O resultado? O primeiro mês de 2006 nem chegou ao fim, mas já foi melhor que todo o ano de 2005.

E tenho dito.

  1. elaine says:

    É ISSO SO Q A VIDA DA PUNTA PE E NAO A GENTE NA VIDA E AI MUDAR TUDO E A SOLUÇÃO FALTA CORAGEM, PARABENS VC ESTA DO Q CERTO CADA PALAVRA´SUA É O MEU PENSAMENTO

  2. Teresa says:

    te li por mero acaso

    coisas da internete

    mas foi bom

    que em 2007 você consiga mais

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.