Da série “Cuidado pra não bater a cabeça nas estrelas”: planos de morar no exterior

 


Lego Viking: treinando pro Norwegian Way of Life

 

Eu ia escrever mais um texto reclamão aqui, mas vou deixá-lo pra depois. Hoje, vou escrever sobre meus planos de ir morar em Vancouver ou Toronto, ou em algum lugar da Noruega.

Começou hoje de manhã, enquanto eu andava de carona com dois colegas meus da faculdade. O assunto não foi outro: seqüestros, assaltos, etc. E eu falei que o jeito era ir embora, e o último a sair de Fortaleza apague a luz e feche a porta. Ora, mas o Brasil todo tá ferrado! Então, começou-se a falar sobre a situação de países estrangeiros.

Meus amigos falaram que as melhores cidades do mundo, segundo o Índice de Desenvolvimento Humano da ONU, eram Vancouver e Toronto, no Canadá. Não consegui confirmar essa informação, mas descobri que o maior IDH dentre os países (não entre as cidades, veja bem) é o da Noruega.

Só que tem uma coisa que me prende à Fortaleza: amigos e entes queridos. Então, o jeito é convencê-los a irem juntos.

Então, o que a gente faz? Propaga essa idéia entre os amigos e parentes, e vamos todos para a Noruega. Se a gente reúne umas 150 pessoas, já dá pra fazer uma colônia de brasileiros na Noruega que foram sonhando com uma vida melhor e vão afundar no desemprego e na falta de moradia, ou seja, uma grande favela. 150 pessoas dá um puta sambão. E deve dar até pra baixar o IDH da Noruega.

8 thoughts on “Da série “Cuidado pra não bater a cabeça nas estrelas”: planos de morar no exterior

  1. Eita, Esdras, ontem mesmo mandei um email pruma amiga da minha mãe pra ela me informar como tá o mercado lá pra medicina… Uma vez ela me disse que era ótimo. Que ninguém queria fazer medicina lá porque ganha-se o equivalente a outros empregos e o trabalho, como aqui, é muito! Por sinal o marido dela foi pra lá porque chamaram para um emprego por ele ser formado em computação. Isso há uns 10 anos atrás. Enfim, se for me avise!

Leave a Reply to kataoka Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.