Pra quem sentia saudades, mais um Vômito Sentimental (com V e S maiúsculos)

E eu tenho conversado sobre coisas de muito tempo atrás. 4, 5 anos.
E estado sentimental pra cacete ouvindo umas músicas de madrugada.

Cada casal que vejo brigando no meio da rua leva um pedaço de mim e eu carrego um pedaço da dor de cada um.
Dá vontade de sentar num banco, no meio deles, e perguntar: “E aí, moçada? Qual o problema aqui?”
Se vão estar bem daqui a dois dias, por que prolongar a briga?
Se vão estar brigando de novo daqui a dois dias, por que não acabam logo?

– É o amor, Esdras, faz tanto tempo assim que você não sente?
Eu vou é me exilar no alto da galinha choca de Quixadá, à prova de amor. Ermitão.

Meus amigos têm se dado bem ultimamente.
Já vi épocas de namoros desabando um atrás do outro, parece haver o contrário agora.
Acho que estamos no meio dum superávit amoroso.

Espero que seja amoroso mesmo. Eu ainda tenho esperança em ver pessoas juntas que estão juntas porque se amam, e não por conveniência, oportunidade ou falta do que fazer.

Eu não sei chamar atenção de quem me chama atenção. E isso vai muito além de imitar uma garça, uma foca ou um boneco de Olinda.

O que nos leva a ouvir e se emocionar com músicas dores-de-cotovelo e dizer que elas são lindas, por mais que não estejamos apaixonados?

O Cassiano vai ler isso, ficar puto e dizer “Que texto emo!”

Foi mal, Cassiano. 🙂
Não é tristeza, apenas pensamentos desconexos.

14 thoughts on “

  1. Esdras , vc é tão sensível! É pena que a maioria das pessoas não entende isso. O mundo está embriagado de maldade, é triste e revoltante, meu conselho é conserve seu coração´, só arrisque se valer realmente a pena.

  2. Nunca mais tinha vindo por aqui, né?! Adorei esse teu texto… e pra falar a verdade, os casais ultimamente tão se dando bem mesmo! huahuahuauha beijos :*

  3. tipoeu tava pensando um dia nesses nissoque sempre que eu sou eu, tem gente que se apaixona (e essas são as pessoas que eu não quero)mas quando eu finjo ser algo que eu não sou eu não consigo fazer com que ninguém goste de mimnão tô julgando o que você é ou não é, tô só expondo meu pensamento acho que a questão não é SABER chamar atenção. ninguém precisa saber isso. ela se chama por si só. não era você que tava dizendo que amor não se procura, se acha?quanto as músicas eu acho que foi a parte quebrada do texto. acho que não tem nada a ver com paixão achá-las bonitas.quer dizer que agora pra admirar um pôr do sol muito do foda eu preciso tá apaixonada?ou pra olhar pras estrelas ou sei lá?sabe, eu penso que é mais ou menos o mesmo contextosó porque é dor de cotovelo não quer dizer que é profundae às vezes nem é a letra que te tocaé a melodia(bem, no meu caso):*******

  4. como é que a karoru-chan sabe as coisas que realmente valem a pena se todas estão encoberta por mantos grossos e empoeirados? :Pninguém sabe o que tem depois da curvanão existe 'arriscar-só-se-valer-a-pena'

  5. cara, se depender de mim, esse superávit vai continuar por um bom tempo e concordo com o comment da buni. seja vc mesmo sempre, esdras. vc tem valores muito dificeis de serem encontrados hoje em dia.

  6. Acho que realmente estamos em meio a um superávit amoroso, como vc disse, meus amigos tb estão se ajeitando… embora muitos estejam ainda vivendo namoros de conveniência….Abraços Esdras….

  7. tenha calma meu caro.por favor.já me disseram antes:" cuidado com o amor,que é inchado, muito maior do q deveria ser, é lindo, mas pode matar de muitas maneiras e é um saco,só q só dá pra aprender vivendo, o q a gente lê ou escuta só dá pra ter uma vaga idéia."

  8. tem um cara q diz assim"Eu faço minhas coisas,vc faz as suas,nao estou nesse mundo p viver de acordo c suas expectativas,E vc nao esta nesse mundo p viver de acordo c as minhas.vc eh vc, eu sou eu.E se por acaso nos encontrarmos,é lindo.se nao, nao ha nada a fazer."

Leave a Reply to buni Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.