Incerteza e nostalgia

Os últimos dias não foram nada fáceis e eu tenho pensado nisso o tempo inteiro. E, ao fazer essa reflexão, a minha cabeça tenta buscar algum outro tempo em que as coisas tenham parecido fáceis, como se a nostalgia fosse de algum uso. Um exercício que tenho feito ultimamente por recomendação terapêutica é sempre questionar … Continue reading Incerteza e nostalgia

Torre de Babel

Algo me fez tropeçar recentemente no mito da Torre de Babel. Resumão: a raça humana, que seria há muitos anos bastante organizada, tentou erguer uma torre para alcançar o paraíso e, quem sabe, ter o poder de Deus. O manda-chuva não curtiu a ideia e decidiu castigar a humanidade, destruindo a torre e dividindo os … Continue reading Torre de Babel

Obrigado pelo seu amor

Eu hoje estava saindo do metrô e uma mulher estava passando com o cachorro dela. Olhei pro cachorro, afinal eu olho pra todo cachorro, na tentativa de que seus donos deixem eu brincar um pouco com eles. Hoje funcionou. Cumprimentei o bichinho, fiz uma selfie e agradeci a mulher, que sorriu um sorriso que não … Continue reading Obrigado pelo seu amor

Partir

Nothing could be bring me closer. nothing could be bring me near. where is the road I follow to leave, leave? Eu havia acabado de chegar sozinho na cidade de Fira, na ilha de Santorini. Tinha reservado um quarto de hotel que se revelou espaçoso até demais e, ironicamente, deixaram perto da cama uma garrafa … Continue reading Partir

É hoje o dia

Era o fim de agosto de 2008. Eu estava caminhando em direção ao meu carro após um encontro amargo, mas necessário. Estava meio perdido, mas ao mesmo tempo com uma sensação de fechamento. Um estabelecimento no caminho sediava o ensaio de uma escola de samba local. Eu tinha acabado de sair de uma daquelas conversas em que … Continue reading É hoje o dia