A situação atual do rock brasileiro

Hoje me ofereceram cortesias pro show do Capital Inicial. Não rolou.
 

Olha o naipe.

 
Até 2003, eu praticamente me recusava a ouvir qualquer coisa estrangeira. Eu só ouvia rock nacional mesmo, do tipo Paralamas, Legião Urbana, Titãs e por aí vai. Comecei a ouvir outras coisas, mas nem por isso abandonei meu antigo gosto. No entanto, dificilmente eu presto atenção em algum novo trabalho das antigas bandas que eu gostava. As razões?

  • Os Titãs ficaram senis demais e pararam de fazer o rock bom que eles faziam. O Nando Reis saiu da banda na hora certa.
  • O Capital Inicial parece que não cresceu, com seus membros quase cinquentões cantando músicas com a mais pura rebeldia adolescente.
  • O Biquini Cavadão gravou um disco de covers em 2001, depois gravou o mesmo disco de covers ao vivo… enfim, desde 2001 eles se repetem à exaustão.
  • O Nenhum de Nós gravou um segundo acústico e em seguida um disco ao vivo.
  • Os Engenheiros do Hawaii gravaram um acústico depois de outro acústico (foi mais ou menos assim que começou a decadência dos Titãs).
  • Os Paralamas do Sucesso, minha banda nacional favorita, tá me parecendo ingênuo demais.
  • Pra finalizar, toda banda nova que tem aparecido no mainstream ou é aquele hardcore/emocore chato, ou é imitação do Los Hermanos.

É… Já era.

22 thoughts on “A situação atual do rock brasileiro

  1. "Pra finalizar, toda banda nova que tem aparecido no mainstream ou é aquele hardcore/emocore chato, ou é imitação do Los Hermanos."

    Disse tudo nessa.

    Depois me chamam de anti-nacionalista. Mas não dá mesmo pra gostar do rock brasileiro atual.

  2. O Titãs eu costumava a dizer que era legal até virar cover de si mesmo. O Biquíne Cavadão que eu nem achava legal, parece que virou cover mesmo, quanto aos outros, e acho que o próprio Biquíne Cavadão, renasceram das cinzas no boom dos acústicos e do revival(pé no saco) dos anos 80.

    ò negócio mesmo é ouvir babau do pandeiro…

    E bebe água galinha!

  3. Bão meu velho, o verdadeiro rock nacional não é aquele que passa na tv, ou toca direto na radio e sempre tem um "grande show" todooo santo ano … o Brasil tem sim muitas e muitas bandas boas aparecendo, são nossos "famosos undergrounds" e que se procurarem sempre tem show tbm – incrivel não, pena que não procurarão se informar – procurem por exemplo no myspace, tem varias bandas nacionais.

    Ou seja, o verdadeiro problema do rock brasileiro, é que ninguém procura ou pior se uma banda desconhecida vai tocar nem mesmo se procuram se informar e não vão porque não conhecem, o que eu considero um grande absurdo.

    O ROCK ESTA MAIS VIVO DO QUE NUNCA!!! E O QUE É MELHOR, NÃO É POP, POR ISSO NÃO TOCARÁ NA SUA RADIO OU SUA TV!

  4. É triste. Parece que, quando a minha pré-adolescência acabou, a deles começou 😛 Coincidência de datas entre a decadência das bandas e a ascendência do meu senso crítico? Só sei que tão todos deixando muito a dever…

    Mas ainda há esperança! A última boa descoberta que fiz no cenário do pop rock brasileiro foi Ludov: boas letras, boas melodias e nada daquela pompa "cult-bacaninha" que foi levada ao extremo depois dos Los Hermanos.

  5. Por acaso achei este flog… coisas da net!

    e tive o desprazer de ler tanta besteira!

    de quem escreve… de quem comenta…

    1°) Os Titãs são bons! junto com os Paralamas têm feito

    shows muito bacana! bela iniciativa! (aliás, o Longo

    Caminho não me parece ´ingênuo´)

    2°) O "ao vivo" do Biquini NÃO é o disco 80 (dos covers) de

    novo. Falar isso é porque não ouviu os discos. E o Biquini

    lançou cd de inéditas (Só quem sonha acordado vê o sol

    nascer). Quem presta mais atenção percebe que "eles se

    repetem à exaustão" é dizer uma grande bobagem.

    3°) Ouçam o que quiserem. Sejam o que quiserem. Mas se for

    prá falar de alguma coisa ou alguém (falar bem ou mal) é

    preciso conhecer. Não gostar e ficar falando besteira é

    coisa de babaca!

    4°) assim é o mundo…tem gente bacana, tem gente babaca!

Leave a Reply to Alvaro Beleza Cancel reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.